ArabicChinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianJapaneseKoreanPortugueseRussianSpanishSwedish

Com comemoração de gorila, Bruno Reis atende pedido da torcida e “deleta” Índio na Ponte

Volante faz o primeiro gol após “troca de nome” devido à rivalidade com o Guarani

Ygor Vinhas foi o principal, mas não o único destaque da vitória da Ponte Preta sobre o Corinthians, por 2 a 1, na última quinta-feira. Entre os jogadores de linha, quem fez a diferença foi o volante Bruno Reis. Autor do gol primeiro gol, ele também teve participação direta no segundo ao roubar a bola que chegou aos pés de Roger para ampliar.

Além da contribuição efetiva para o resultado final, o volante aproveitou a atuação individual para fazer moral com a torcida. Depois deixar de lado o apelido de Índio por conta da rivalidade com o Guarani, ele imitou um gorila – um dos mascotes da Ponte – e partiu em direção à arquibancada quando balançou as redes.

Bruno Reis imita um gorila na comemoração do gol – Foto: Álvaro Jr./ PontePress

– Fazer um gol é sempre muito bom, uma emoção grande, ainda mais em um jogo grande como esse. Fazia um tempinho que eu não marcava, ano passado não fiz. Comemorei assim porque o pessoal da torcida, quando cheguei teve a situação com o nome, ficava mandando mensagem para imitar o gorila quando fizesse um gol. Foi para estreitar esse vínculo.

O simbolismo da comemoração serviu para que o apelido de Índio ficasse definitivamente no passado.

– Solicitaram para eu trocar o nome. Não achei problema nenhum, o mais importante era estar aqui. Quando eles me anunciaram, falaram para eu trocar de nome, aí o pessoal disse que gostou da minha atitude.

Ainda que a “mudança de nome” tenha partido de dentro da Ponte, Bruno Reis é tratado iinternamente muitas vezes por Índio, seja nas entrevistas e orientações do técnico Gilson Kleina ou na comunicação entre os companheiros de equipe.

– Ele (Gilson) mesmo brinca: “Uma hora é Bruno, outra hora é Índio, não sei mais”. Os meninos no dia a dia também têm isso de Bruno e Índio. Mas o mais importante é ter essa confiança e união entre nós – comentou Bruno, tentando colocar um ponto final do assunto de uma vez por todas.

Fonte: Globoesporte.com.